Ir para o conteúdo
ou

 Voltar a Juventude Viva
Tela cheia Sugerir um artigo

Maranhão: Novo Juventude Viva consolida ações de enfrentamento à mortalidade

5 de Outubro de 2017, 19:37 , por jessica - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 47 vezes

 

Juventude viva ok

O estado do Maranhão, em parceria com Secretaria Nacional de Juventude, consolida ações do novo Plano Juventude Viva. Os recursos para construção do novo Plano são resultantes de uma emenda parlamentar de R$ 150 mil que serão destinadas pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) à Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Seejuv).
O plano tem como proposta ampliar direitos e prevenir a violência que atinge a juventude maranhense, concretizando subsídios para a construção de instrumentos de diagnóstico, controle e prevenção da violência com o recorte racial, priorizando a população em situação de vulnerabilidade, em especial a população negra.
Para o secretário Assis Filho, o novo Plano Juventude Viva, reativado em agosto deste ano é um importante instrumento de combate a violência que assola a juventude brasileira. “A nossa gestão está empenhada em atacar os altos índices de violência e homicídios no Brasil contra jovens, especialmente negros, pobres e moradores de regiões periféricas, grande parte dos jovens no Maranhão vivem essa triste realidade e de forma republicana e sem qualquer conotação político-partidária, estamos autorizando a liberação de recursos ao governo maranhense para fortalecer essa politica pública de enfretamento à violência”, declarou Assis Filho.

Plano Juventude Viva - O Plano Juventude Viva é uma iniciativa do governo federal, coordenada pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) da Presidência da República (SG/PR) e pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) do Ministério de Direitos Humanos. O Plano reúne ações de prevenção para reduzir a vulnerabilidade de jovens negros a situações de violência física e simbólica, a partir da criação de oportunidades de inclusão social e autonomia para os jovens entre 15 e 29 anos.
O Enfrentamento à Mortalidade da Juventude Negra no Maranhão (Plano Juventude Viva) terá como base de aplicação os municípios de Açailândia, Bacabal, Caxias, Codó, Imperatriz, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, São Luís e Timon.
A escolha desses municípios justifica-se pelo fato de que neles os dados da violência contra a juventude negra são preocupantes e emblemáticos, colocando-os entre os 130 mais violentos do Brasil. As informações são do Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência e Desigualdade Racial publicado em 2015 pela Secretaria Nacional de Juventude e pelo Ministério da Justiça. O índice indica, ainda, que no Maranhão, o risco relativo de morte de um jovem negro é de 2,802 vezes maior que qualquer outro jovem.


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.