Ir para o conteúdo
ou

Tela cheia

Ações

2 de Dezembro de 2014, 14:15 , por Valessio Brito - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 809 vezes

Desde 2011, a SNJ e demais parceiros realizam uma série de ações-piloto para a juventude rural, que foram fundamentais para o desenho do Pajur.

 

Edital de Inclusão Digital para a Juventude Rural

Em dezembro de 2011 a SNJ, em parceria com o Ministério das Comunicações por meio da Secretaria de Inclusão Digital foi lançado o Edital. O objetivo foi o de estimular as Universidades e Institutos Federais e Estaduais a atuarem em extensão rural promovendo a inclusão digital, atendendo três grandes eixos: Educação no Campo, Gestão e Comercialização da Produção na Agricultura Familiar e Comunicação Digital nas Áreas Rurais. Foram contemplados 41 experiências divididas nas 5 regiões do país (Norte 6, Nordeste 16, Sudeste 5, Sul 9 e Centro Oeste 4) que já foram finalizadas e 2 experiências receberam aditivo (UFFS e UFSC) para ampliarem as ações realizadas. Atendendo um total de 6.400 jovens. Os eixos propostos foram incorporados nas chamadas PROEXT/MEC desde a chamada de 2012.

 

Edital de Articulação de Grupos de Economia Solidária

Em 2012 a SNJ lançou uma linha específica para a juventude rural em parceria com a SENAES/MTE no seu para Edital para o apoio da formação de rede de projetos de economia solidária de grupos juvenis rurais de produção, contemplado cerca de 2.000 jovens rurais distribuídos em sete estados do país.

 

Curso de Formação Agroecológica e Cidadã com Geração de Renda para da Juventude Rural (SNJ)

Em 2012 a SNJ, em parceria com a UNB e a UNILAB, iniciou as primeiras experiências desse Curso. O objetivo é a construção de ações para a juventude rural, voltadas para a geração de renda, associando formação cidadã, com base nos preceitos agroecológicos e sustentáveis, o estímulo ao intercâmbio de experiências (boas práticas) e o acesso a tecnologias sociais que fortaleçam as condições necessárias para a permanência dos e das jovens do campo e da floresta. Como resultado estão sendo capacitados 600 jovens rurais de assentamentos, da agricultura familiar e de quilombos em agroecologia, e na elaboração de projetos produtivos coletivos nos seus territórios de origem. As experiências estão produzindo além da capacitação desses jovens uma metodologia de atuação nos territórios que será utilizada para as ações futuras. O Curso é um esforço integrado as ações da PLANAPO.

 

Curso de Formação para a Agricultura Familiar desenvolvido em parceria pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário e a Universidade Federal da Fronteira Sul

O curso é desenvolvido com jovens de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Utilizando a metodologia da alternância e da formação de formadores, o curso atende 120 jovens formadores que atuarão nas comunidades rurais com 4.800 pessoas. Iniciou sua execução em 2013.

 

Acordo de Cooperação Técnica para o Programa de Fortalecimento da Autonomia Econômica e Social da Juventude Rural (SG/MDA/MinC/MiniCom/Incra e Conab)

O acordo visa o desenvolvimento de ações conjuntas para a promoção e articulação de ações com foco em acesso a políticas públicas e direitos e o fortalecimento das condições necessárias à autonomia e a permanência digna dos jovens rurais no meio rural brasileiro.

 

Programa de Formação Agroecológica e Cidadã com Geração de Renda para a Juventude Rural (MDA/CNPQ)

Seis cursos em parceria com a Universidade Federal do Vale do Mucuri Jequitinhonha; Universidade Federal Rural de Pernambuco; Universidade Federal do Piauí; Universidade Federal Rural de Rondônia; Universidade Federal do Sul do Pará e Universidade Federal da Paraíba.

 

Residência Agrária Jovem (Incra/SNJ/CNPq)

25 turmas em parceria com universidades atuando diretamente com os jovens, de 15 a 29 anos, estudantes de nível médio dos assentamentos rurais, da agricultura familiar, de comunidades tradicionais e extrativistas para a promoção de projetos produtivos em seus territórios. São 24 meses de formação,edital do CNPq.

 

Estações Juventude Itinerantes (SNJ)

As estações prestam serviços diversos para jovens rurais em nove estados (AL, BA, MG, ES, RS, CE, TO, PB e SE).

 

Pontões de Cultura para a Juventude Rural (SNJ/MinC)

Edital público para apoio a cinco Pontões (um por região do país). O Pontão articula atividades culturais de grupos e coletivos de jovens rurais.

 

Inclusão Digital para a Juventude Rural (MiniCom)

50 pontos de conexão (Antenas Gesac) para que comunidades rurais tenham acesso a sinal de internet.