Ir para o conteúdo
ou

Minha rede

 Voltar a Notícias do ...
Tela cheia Sugerir um artigo

Contagem regressiva para a VI Bienal dos Jovens Criadores da CPLP

25 de Novembro de 2013, 22:00 , por Portal Juventude - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 62 vezes

Falta apenas uma semana para a VI Bienal dos Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). A abertura oficial do evento será no dia 3 de dezembro, às 17h, no Teatro Castro Alves, em Salvador (BA). O encontro, que acontece até o dia 7, vai reunir jovens criadores de sete países que compõem o Bloco – Brasil, Angola, Cabo Verde, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste –, possibilitando uma rica troca de experiências e vivências nas mais diversas áreas da cultura.

Esta é a primeira vez que o Brasil sedia o evento, que visa consolidar esse espaço como um fórum de diálogo, incentivando, apoiando e promovendo a criatividade, inovação e empreendedorismo da juventude lusófona.

A abertura oficial será antecedida por uma Conferência de Ministros e Responsáveis de Juventude e Desportos da CPLP, que acontece também no dia 3 de dezembro, das 9h30 às 16h. O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, e a secretária nacional de Juventude, Severine Macedo, estarão presentes nesse encontro, que irá debater questões relativas à agenda de juventude e as políticas públicas para o segmento nos países que integram o Bloco.

Entendendo os jovens como agentes de direitos, a VI Bienal estimulará o fortalecimento e a interação das redes de juventude e de cultura, a fim de promover o exercício da emancipação, da participação e da mobilização. São essas premissas que levam o Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Juventude, da Secretaria-Geral da Presidência da República, a organizar o evento e valorizar o papel dos jovens criadores no processo de integração da CPLP. A Bienal, cujo tema é “Política de Juventude e Cultura Livre”,  conta com a parceria dos Ministérios da Cultura; Esporte;  Relações Exteriores e do Governo do Estado da Bahia.

As inscrições para a Bienal ocorreram no período de 1º a 30 de setembro, para os jovens brasileiros e dos outros países, todos com idade entre 18 e 30 anos.  Os projetos apresentados e selecionados contemplam as seguintes áreas:

• Artes Visuais: exposições e mostras de pintura, escultura, desenho, gravura, grafite e fotografia e intervenções urbanas;
• Arte Digital: videoarte, instalação, performance, web arte, mapping;
• Artes Integradas: que contemplem mais de uma linguagem;
• Audiovisual: curtas, médias metragens;
• Circo: espetáculos circenses de rua ou palco;
• Dança: espetáculos de dança de rua ou palco;
• Música: shows, DJs e VJs;
• Teatro: performances e espetáculos de teatro de rua ou palco, adulto ou para infância e juventude;
• Literatura: publicações (ex: cordel, H.Q, prosa, poesia, poesia) com finalidade de divulgação e contação de histórias;
• Artes Aplicadas: coleções de moda e joias.

Programação –  A partir da abertura do evento, no Teatro Castro Alves, com a presença dos Jovens Criadores da CPLP, o encontro terá uma ampla programação, com oficinas, seminários, exposições e agendas culturais. Os debates estarão concentrados no Complexo dos Barris e a programação cultural acontecerá, na sua grande maioria, nos espaços do Pelourinho. Para o encerramento, no dia 7/12, está previsto um grande Cortejo, a partir das 20h, com show de encerramento das 22h às 23h30.

Acesse aqui a programação completa da VI Bienal dos Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Sobre a VI Bienal – A I Bienal de Jovens Criadores aconteceu em 1998, na cidade de Praia, em Cabo Verde. As cidades de Porto, em Portugal e Maputo, em Moçambique, sediaram, respectivamente, a II Bienal no ano de 2001 e a III Bienal, em 2006. Em 2009 foi realizada a I Mostra de Jovens Criadores em Lisboa, tendo como conceito fundamental “ser um espaço de encontro entre os jovens da CPLP, com base nas perspectivas culturais de cada uma, nas diversas formas de expressão”. A última Bienal aconteceu em Angola em 2011 e, após a edição brasileira, em 2013,  teremos as edições de Moçambique (2015); Portugal (2017) e Guiné-Bissau (2019).

A VI Bienal terá como uma de suas principais diretrizes a integração cultural entre as juventudes dos países participantes do evento. A partir da imensa diversidade de manifestações, identidades e visões de mundo presente na juventude brasileira e dos demais países, a VI Bienal pretende ser um espaço de debate, reflexão e expressão cultural. O encontro ainda pretende abordar as Políticas Públicas de Juventude no Brasil,  para que sejam compartilhadas com os participantes dos demais países.

O encontro receberá diversos segmentos artísticos, como bandas de música, grupos de dança, companhia de teatro, coletivos de artes visuais, exposição individual. Tendo em vista a necessidade de integração cada vez maior entre as juventudes da CPLP, o evento trará como uma de suas diretrizes, o debate em torno da cultura digital e o seu papel na consolidação da articulação entre os países do Bloco.
 

 


Categorias

Comunicação e Tecnologia, Cultura, Internacional, Participação Social
Tags deste artigo: cplp vi bienal de jovens criadores onu ppjs

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.