Ir al contenido
o

 Regresar a Notícias do ...
Pantalla completa Sugerir un artículo

Conjuve pede prioridade em implementação de políticas públicas para a juventude em Fórum Interconselhos

noviembre 14, 2017 11:21 , por snjuventude@gmail.com - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 233 times

 Whatsapp image 2017 11 14 at 11.11.22

O Conselho Nacional de Juventude (Conjuve), participou, nos últimos dias 8 e 9, do Fórum Interconselhos 2017, organizado pela Secretaria Nacional de Articulação Social, na Escola Nacional de Administração Pública, em Brasília. O Fórum é uma reunião periódica dos conselhos nacionais e entidades representativas da sociedade para elaboração e monitoramento participativo dos Planos Plurianuais (PPAs) — referência para a formulação dos programas governamentais durante quatro anos. Nesta edição, o Fórum teve o objetivo de monitorar o PPA 2016-2019 e discutir as aplicações dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela Agenda 2030, no Plano.

O Conjuve, entidade com a maior delegação presente no evento, contou com a participação de nove conselheiros, entre eles, o presidente do Conjuve Anderson Pavin, que falou sobre a importância de priorizar as políticas que tenham a juventude como público principal. “É fundamental que Ministérios e Secretarias que tenham o programa de Promoção dos Direitos da Juventude em seu objetivo tratem como prioridade suas políticas de juventude e façam a implementação de maneira transversal, pois precisamos valorizar o potencial do bônus demográfico, proporcionando oportunidades e transformações através das PPJs”, afirma.

Pavin também ressaltou que as metas e objetivos do PPA 2016-2019 estão alinhados com os ODS e sugeriu que os 39 conselhos presentes no evento também priorizassem o tema juventude. “É importante lembrar que quem irá garantir que os ODS se efetivem é a nossa geração e que a juventude é um tema que passa por todos os conselhos presentes”, salientou o presidente do Conjuve.

Já a conselheira do Conjuve Ayune Bezerra Soares, representante do Fórum Nacional de Travestis, Transsexuais, Negros e Negras fez um questionamento em torno dos projetos de lei que pretendem retirar os estudos de gênero do currículo educacional. “Existe um setor conservador na política que propõe a retirada desta disciplina do currículo, no entanto, este tipo de iniciativa vai contra os ODS porque afeta a qualidade da educação, ao retirar a liberdade dos professores, além de impossibilitar o ODS específico ‘igualdade de gênero’”, provocou. De acordo com ela, o debate desta questão é essencial para seguir com o cumprimento dos ODS.

O Secretário Nacional de Articulação Social Henrique Villa da Costa Ferreira falou da importância da participação do Conjuve no evento. “Essa é uma oportunidade que temos de implementar algo a longo prazo no Brasil, em termos de planejamento de políticas públicas e desenvolvimento sustentável e a juventude é fundamental nessa caminhada até 2030, é a juventude que estará na gestão até lá”, afirmou. “Aproveitamos para falar também dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, tema que tem uma proximidade fundamental com o Conjuve, e que é uma oportunidade que a Agenda 2030 oferece para o Brasil, no sentido de entregar uma sociedade mais produtiva, sustentável, igualitária e inclusiva”, acrescentou o secretário.

Participaram do evento, Anderson Pavin e Marcus Barão, presidente e vice do Conjuve, respectivamente. Além deles, participaram também o Secretário Executivo do conselho Saulo Spinelly e os conselheiros Ayune Bezerra Soares, Francisco Edglei Alexandre Cesário, Augusto Veloso Salgado, Samuel Oliveira, Bruno Gabriel de Mesquita, Larissa Vanessa dos Santos Ferreira, Lorena Stephanie Silveira.

Saiba mais

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável é um plano de ações estruturado pela Organização das Nações Unidas. Na Agenda, estão definidos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) a serem atingidos até 2030. Entre eles, estão a erradicação da pobreza, eliminação da fome, a promoção de saúde e bem-estar e outros. O Brasil é um dos países que assumiu o compromisso de cumprir as metas da Agenda 2030.

 




 


0no comments yet

Publicar un comentario

Los campos son obligatorios.

Si eres un usario registrado, puedes iniciar sesión y automáticamente ser reconocido.