Ir para o conteúdo
ou

 Voltar a Notícias do ...
Tela cheia Sugerir um artigo

Comunicação Digital: Identidade web do governo tem foco no cidadão

15 de Outubro de 2014, 21:00 , por Portal Juventude - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 27 vezes

Como estabelecer um diálogo mais efetivo entre governo e população? A resposta está na maneira com que a comunicação digital e as novas relações sociais vêm transformando a sociedade como um todo. Redes sociais, aplicativos, consultas públicas são algumas das experiências já realizadas por entidades governamentais nos últimos anos, porém ainda são muitos desafios para a consolidação da democracia. E a internet pode ser uma ferramenta fundamental.

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) realizou no dia 15/10, uma oficina com ativistas, comunicadores, profissionais da tecnologia da informação e desenvolvimento no intuito de apresentar a identidade padrão que está sendo aplicada nos ambientes digitais do governo. A ideia é simplificar para favorecer a interface com os cidadãos, que vem sendo estimulados a deliberar, conhecer e participar das ações e serviços do governo por meio da internet.

“A web é a melhor forma de estimularmos a democracia nos tempos atuais”, afirmou Wagner Diniz, gerente da W3C Brasil, um consórcio internacional que atua junto a ativistas para desenvolver padrões para internet. A nova identidade do governo segue princípios que dão mais transparência a atuação do Estado. “Isso não deixa de ser uma resposta às manifestações de junho de 2013, que exigiram mais participação junto ao governo”, disse Miriam Chaves, diretora de Programa do Ministério do Planejamento.
 
Participação social
 
Hoje existem duas redes sociais de participação social no governo federal. O Particiba.br e o Participatório – Observatório Participativo da Juventude, desde 2013, são plataformas onde é possível realizar transmissões, debates, consultas públicas, criar comunidades, blogs, páginas colaborativas (wiki), dentre outras funcionalidades. Qualquer pessoa pode criar um perfil e participar. Juntas, as redes já somam mais de 15 mil pessoas cadastradas. 

Categorias

Comunicação e Tecnologia, Participação Social

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.