Ir para o conteúdo
ou

Minha rede

 Voltar a Notícias do ...
Tela cheia Sugerir um artigo

Comitê vai acompanhar e fiscalizar ID Jovem no DF

17 de Agosto de 2017, 12:41 , por jessica - 1Um comentário | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 134 vezes

Programa concede benefício de meia-entrada à população de baixa renda de até 29 anos. Decreto que cria colegiado foi publicado nesta quarta (16) no Diário Oficial

LARISSA SARMENTO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
 

decreto que cria o Comitê Distrital de Acompanhamento e Fiscalização do programa Identidade Jovem (ID Jovem) foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta quarta-feira (16). A coordenação ficará por conta da Secretaria Adjunta de Relações Institucionais e Sociais, da Casa Civil.

O ID Jovem é voltado a pessoas de 15 a 29 anos de baixa renda. Com ele, é possível pagar meia-entrada em eventos artísticos, culturais, de lazer e esportivos. Também há vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto Federal nº 8.537, de 2015.

O programa é coordenado pela Secretaria Nacional da Juventude, vinculada à Presidência da República.

Composição e funções do comitê distrital do ID Jovem

O Comitê Distrital de Acompanhamento e Fiscalização do ID Jovem é composto, além da Casa Civil, pelas Secretarias de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude; do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos; de Cultura; e do Esporte, Turismo e Lazer.

Também fazem parte o Conselho de Juventude do DF, o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente e o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon). Como convidados, haverá representantes do Ministério Público do DF e Territórios, da Defensoria Pública local e da Câmara Legislativa, entre outras entidades.

Entre as obrigações do comitê distrital estão:

  • conhecer e divulgar as condições para os interessados no benefício, bem como os meios de acesso para obter o cartão ID Jovem
  • monitorar o cumprimento da legislação por parte das empresas e entidades prestadoras de serviços de interesse da juventude
O secretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais, Igor Tokarski
O secretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais, Igor Tokarski. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília 31.1.2017

De acordo com o secretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais, Igor Tokarski, cerca de 100 mil jovens brasilienses atendem aos critérios do programa. “Estamos buscando diversas formas de inclusão para que eles tenham acesso à cultura, ao esporte e ao lazer e o direito de ir e vir.”

Requisitos para ter direito ao ID Jovem

Para participar do ID Jovem, o interessado deve estar inscrito no cadastro único do governo federal, o CadÚnico, ter renda familiar de até dois salários mínimos e o número de identificação social (NIS), que pode ser consultado no Cartão Cidadão, no extrato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), na carteira de trabalho e no aplicativo da ID Jovem.

Como obter o cartão ID Jovem

cadastro pode ser feito on-line pelo site da Caixa ou por meio de aplicativo para smartphones. É possível imprimir o cartão em casa ou, no caso dos celulares, usar somente o QR Code que fica disponível.

Para dar orientações sobre o programa, haverá um mutirão no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU das Artes) do Recanto das Emas — Quadra 113, Lote 9 — em 1º de setembro. O evento será monitorado pela Casa Civil em parceria com a Secretaria Nacional da Juventude. Antes disso, professores de oito escolas de ensino médio do Recanto das Emas serão capacitados para orientar os alunos sobre o programa.

Fonte: Agência Brasília 

 

1Um comentário

  • 684d0c48ff11c1457eda25339ce5326d?only path=false&size=50&d=wavatarErica Thaise
    20 de Agosto de 2017, 17:31

     

    É fundamental fiscalizar as empresas e orientar os usuários a como agir quando houver negativa das empresas!


Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.