O Conjuve é um conselho composto pela sociedade civil e pelo governo, com a atribuição de formular e propor diretrizes voltadas para as políticas públicas de juventude. Saiba mais!

Notícias


Atividades do Subcomitê de Trabalho Decente para a Juventude são retomadas para a elaboração do Plano Nacional

26 de Fevereiro de 2015, por Kobausk França Felix

Na segunda-feira (09/02), o Subcomitê de Trabalho Decente para a Juventude retomou suas atividades de construção do Plano Nacional de Trabalho Decente para a Juventude.



Nota pelo direito à vida: denúncia e alerta público em relação ao extermínio de jovens na Bahia

18 de Fevereiro de 2015, por Kobausk França Felix

Nossas organizações repudiam o assassinato de 13 jovens negros, no Bairro do Cabula, em Salvador (BA), no dia 6 de fevereiro, última sexta-feira, após uma operação da Polícia Militar do Estado da Bahia. Ao falarmos destes jovens, com a memória de tantos outros que não têm os seus nomes divulgados, evocamos suas trajetórias, se  us percursos, as suas vidas. As suas mortes sinalizam uma prática cotidiana e presente em muitas comunidades, uma política de genocídio da juventude negra, pobre e moradora das periferias das nossas cidades. 



Nota do Conjuve sobre morte de jovens no Cabula em Salvador

12 de Fevereiro de 2015, por Caru Schwingel

O Conselho Nacional de Juventude acompanhou com apreensão os acontecimentos da última sexta-feira, dia 6 de fevereiro, em Salvador, Bahia.



6º Diálogo Nacional de Juventude, uma atividade organizada pelo Conjuve, acontecerá na 9ª Bienal da UNE

2 de Fevereiro de 2015, por Kobausk França Felix

O Conselho Nacional da Juventude (Conjuve) estará presente na 9ª Bienal da UNE com a mesa que apresentará o 6º Diálogo Nacional de Juventude – o direto à cidade, ao território e às políticas públicas de juventude. O evento ocorrerá quinta-feira (05/02), das 10h ao meio dia, no Espaço NEC/Travessa Antares, Fundição Progresso, Rua dos Arcos, 24, centro – RJ.



Por que matamos tantos jovens negros no Brasil?

19 de Janeiro de 2015, por Kobausk França Felix

O motivo é estarmos em guerra contra um inimigo definido, as drogas; para salvar a sociedade de seus efeitos adversos, assassinamos quem tentávamos defende .

Violência: Brasil mata 82 jovens por dia.

Policial militar agarra menor na rua Amaral Gurgel, no centro de São Paulo

Imagem: Moacyr Lopes Jr. / Folhapress