Ir para o conteúdo
ou

Perfil
Tela cheia
 Feed RSS

Blog

19 de Novembro de 2014, 14:58 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Concurso 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Cachaça * Antonio Cabral Filho - RJ

28 de Fevereiro de 2015, 21:00, por antoniocabralfilho - 1Um comentário

*

ANTOLOGIA BRASIL LITERÁRIO

promove  o concurso:

 

1ª ANTOLOGIA 100 TROVAS SOBRE CACHAÇA

 

Art. 1º - DO CONCURSO 

 

O concurso, 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Cachaça, idealizado, promovido e organizado pelo escritor Antonio Cabral Filho, tem a cachaça apenas como tema central, podendo versar sobre quaisquer assuntos correlatos.

 

Art. 2º - DAS INSCRIÇÕES

 

Poderão se inscrever somente autores brasileiros, maiores de 18 anos, residentes no Brasil, com apenas (1) trova por participante.

  • 1º - A inscrição é gratuita. Será aceita no período de 15 de março a 15 de agosto de 2015, com o envio da trova em Time New Romain tamanho 14, espaço simples e resumo biográfico em cinco linhas, através do e-mail antologiabrasiliterario@gmail.com, dirigido à  1ª Antologia 100 Trovas Sobre Cachaça, Org. Antonio Cabral Filho.
  • 2º - A trova, escrita em língua portuguesa, deve ter:

a ) obrigatoriamente, métrica setessilábica;

b ) rima, que poderá ser, abab, abba ou aabb;

c ) os necessários sinais de pontuação;

d ) letras maiúscula, somente, no início das frases que compõem os versos.

 

Art. 3º - DA COMISSÃO JULGADORA

 

A Comissão Julgadora é soberana em suas decisões e conferirá notas de 0,1 a 10 cujo resultado será irreversível. As trovas classificadas,  até o limite de cem (100), participarão da 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Cachaça, cabendo,  aos autores a responsabilidade quanto à autoria e inscrição do texto.


Art. 4º - DA 1ª ANTOLOGIA 100 TROVAS SOBRE CACHAÇA

 

A 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Cachaça terá 100 páginas destinadas às trovas classificadas, o equivalente a uma (1) página por autor, antecedidas de dez (10) páginas a cargo da Comissão Julgadora, resultando em um livro de 110 páginas, em formato e-book (livro digital) que será entregue, via e-mail, aos participantes. A todos, que se interessarem, estará disponível gratuitamente via internet. Será publicado no blog: ANTOLOGIA BRASIL LITERÁRIO

http://antologiabrasilliterario.blogspot.com.br/

Ficará a cargo dos autores a livre divulgação em outros espaços.


Art. 5º - DAS RESPONSABILIDADES

 

O promotor do concurso informa que o ato de inscrição significa aceitação das normas, acima expostas, e a consequente liberação da obra para integrar este certame. A divulgação dos resultados será publicada no blog ANTOLOGIA BRASIL LITERARIO, de propriedade do promotor do evento, até 15 de setembro de 2015, seguida da publicação e envio do livro aos autores, conforme Art. 4º .

Parágrafo único - Todos os inscritos terão os trabalhos publicados, um em cada postagem, no blog do concurso.


COMISSÃO ORGANIZADORA

Rio de Janeiro, 15 de março de 2015

***

 



Concurso De Trovas Sobre Futebol * Antonio Cabral Filho - RJ

5 de Fevereiro de 2015, 22:00, por antoniocabralfilho - 0sem comentários ainda

INSCRIÇÕES GRÁTIS ATÉ 15 DE FEVEREIRO


ANTOLOGIA BRASIL LITERÁRIO
promove  o concurso
 
1ª ANTOLOGIA CEM TROVAS SOBRE FUTEBOL
 
Art 1º - DO CONCURSO: 

O concurso 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Futebol, é concebido, promovido e organizado pelo escritor Antonio Cabral Filho e tem o futebol apenas como tema central, podendo versar sobre quaisquer assuntos correlatos. Será exigido cumprimento de métrica setessilábica e rima abab, abba e aabb.
 
Art 2º - DAS INSCRIÇÕES: 

INSCRIÇÕES GRÁTIS e poderão se inscrever apenas autores brasileiros residentes no Brasil maiores de 18 anos, entre 15 de outubro de 2014 e 15 de FEVEREIRO de 2015, VIA EMAIL, com apenas uma (1) trova em língua portuguesa. No ato da inscrição, o mesmo remete o texto digitado em times new roman 14, resumo biográfico de cinco linhas, pelo email antologiabrasiliterario@gmail.com,  dirigido a 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Futebol, Org Antonio Cabral Filho.

Art 3º - DA COMISSÃO JULGADORA:

A Comissão Julgadora é soberana em suas decisões, e conferirá notas de 0,1 a 10 e seu resultado é irreversível. Os autores classificados até a quantia de cem (100) farão parte da 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Futebol, cabendo aos mesmos a responsabilidade quanto a autoria e registro do texto inscrito.

Art 4º - DA 1ª ANTOLOGIA 100 TROVAS SOBRE FUTEBOL

A 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Futebol terá 100 páginas destinas aos autores classificados, portanto uma (1) página por autor, em formato e-book - livro digital - que será entregue via e-mail, antecedidas de dez ( 10 ) páginas a cargo da Comissão Julgadora, o que resulta em um  livro de 110 páginas. O livro 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Futebol será publicado no blog ANTOLOGIA BRASIL LITERÁRIO
http://antologiabrasilliterario.blogspot.com.br/ 
ficando a cargo dos respectivos interessados a divulgação em outros espaços e disponibilizado gratuitamente via internet.

Art 5º -  DAS RESPONSABILIDADES:
O promotor do concurso informa que o ato de inscrição significa aceitação das normas acima expostas e a consequente liberação da sua obra para integrar este certame. A divulgação dos resultados será publicada no blog ANTOLOGIA BRASIL LITERARIO,  de propriedade do promotor do evento, até 15 de fevereiro de 2015, seguida da publicação e remessa do livro a todos seus autores, conforme Art 2º.
Parágrafo Único: Todos os inscritos serão publicados um em cada postagem no blog do concurso.

COMISSÃO ORGANIZADORA
Rio de Janeiro, 15 de outubro de 2014
***  
 
 


DORIVAL CAYMMI 100 ANOS # Antonio Cabral Filho - Rj

2 de Abril de 2014, 14:52, por antoniocabralfilho - 0sem comentários ainda

image

Jorge Amado e Dorival Caymmi,
dois baianos porretas. Amigos, em 30 de Abril próximo
DORIVAL CAYMMI
completa 100 ANOS DE NASCIMENTO.
Vamos homenageá-lo!
 
************************
 
EMBOLADA À CAYMMI
 
Caymmi que me perdoe,
mas cantar só a Marina
é um erro imperdoável,
é deixar todas as outras,
mulheres tanto que são,
numa secura asiática.
 
Não precisa ser Dom Juan,
pra visitar à surdina 
somente as escolhidas
ou Bandido da Luz Vermelha
e cobrar a peso de ouro
o orgasmo sorrateiro
das suas vagabas paulistas,
nem dar uma de Vinícius
e classificar de feias
todas que não "pegou",
ou fazer como Drummond,
para amar somente as sonsas
no escurinho dos cinemas.
Muito menos esnobar,
como fez Manuel Bandeira,
que se amarrou em Tereza
e nas horas mais soturnas
fazia visitas secretas
à Rosa de faces lívidas
e quando ela adormecia
seu sono de querubim,
Bandeira corcovinava,
lépido qual uma lebre,
pela Mem de Sá a fora, 
cruzava a Frei Caneca,
quebrava na Carmo Neto
e ia findar no Mangue,
onde ele se realizava
nos braços de Colombinas,
Leninhas, Brigites e tais
do seu mundinho privê.
Mas logo que se fartava,
fazia o caminho de volta
pra fastiar-se na Lapa,
quiçá nos braços de Irena
n'algum daqueles becos
que rondam a velha igreja
de Nossa Senhora do Carmo,
e, quando o dia raiava,
Bandeira se recolhia,
sem sorriso de Arminda
nem carinho de Isabel
e se punha a construir
sua nova canção do beco,
sem beijo nem lembrança
do frustrado amor de antonia.
 
Mas Caymmi que me perdoe,
cantar somente a Marina
é um erro imperdoável!
***


MARÇO DE CELEBRAÇÕES @ Antonio Cabral Filho - Rj

2 de Abril de 2014, 14:45, por antoniocabralfilho - 0sem comentários ainda

 

image
MULHER INFINITA
DIA INTERNACIONAL DA MULHER
VARAL DO BRASIL Nº28 MARÇO 2014
 
http://pt.calameo.com/read/001893073ca3d69c65601
 
AQUI, eu fui incluído pela EDITORA JACQUELINE AISENMAN  com um conjunto de trovas homenageando a Escritora mineira NATÉRCIA SILVA VILLEFORT COSTA, também advogada e servidora pública da ALEMG, aposentada.
*
image
CENTENÁRIO DE CAROLINA MARIA DE JESUS
*
Para CAROLINA MARIA DE JESUS
 eu compus uma série de trovas, e abordo a psicologia de CAROLINA, sua mineirice, suas desconfianças, seu modo arredio com o mundo, pois como descendente de escravos, que também sou, não é possível se deixar "levar" por nada nem por ninguém. Daí, ela ter sido mulher solteira, como sua mãe e, até onde dá para perceber por seus diários, seu avô materno também tinha coração nômade.
*
CAROLINA MARIA DE JESUS EM TROVAS
HOMENAGEM AO SEU CENTENÁRIO
1
Carolina, de nascença,
é Maria de Jesus,
sem saber qual a sentença,
carregou a sua cruz.
2
De nascença, foi bastarda,
mas foi seu SÓCRATES NEGRO
quem mostrou-lhe quantas jardas
anda quem não paga arrego.
3
Muito cedo foi pra lida,
suar o sal do seu pão
e conhecer esta vida
nos palcos da exploração.
4
Primeiro, aturou madame,
aguentando humilhação,
mas viu tanta coisa infame,
que virou arribação.
5
Foi fazer do dia-a-dia
pelas vias da cidade
templo de filosofia,
sem implorar caridade.
6
Trabalhou de sol a sol,
como faz o garimpeiro,
mas a pepita maior
foi o seu berço primeiro.
7
Foi pessoa de respeito,
erguendo alto seu pejo,
guardou as mágoas do peito
no seu " Quarto de despejo."
8
Mas Carolina é Maria,
inspiração de Jesus;
a "Casa de Alvenaria"
veio aliviar a cruz.
9
Passou por muitos percalços,
mas nada sujou seu nome;
nem a força dos fracassos
nem os "Pedaços da Fome."
10
Irradiou seus "Provérbios"
no "Diário de Catita",
sem ligar a lei dos verbos
à lei da sua desdita.
11
Da Sacramento mineira
para a "Canindé paulista",
Carolina foi guerreira
metendo a cara na pista.
12
Sempre foi mulher solteira,
mãe à suas próprias custas;
como não foi a primeira,
fez para si leis mais justas.
13
Carolina de Jesus,
Maria livre de laço,
foi livre porque faz jus
ao seu quatorze de março.
14
Carolina proletária,
Maria de Jesus é
também revolucionária
pelas letras de Tomé.
15
Carolina e Castro Alves
trazem bandeira no mastro:
Coincidem nos entraves
e no quatorze de março.
16
Mas Carolina é demais,
extraiu seu pão da rua
e quanto mais ela sua
mais crê naquilo que faz.
***
CASTRO ALVES
image
DIA NACIONAL DA POESIA.
**
 


APANHADOR DE SONHOS, ANTOLOGIA POÉTICA * ANTONIO CABRAL FILHO - Edição BECO DOS POETAS 2014

6 de Fevereiro de 2014, 17:15, por antoniocabralfilho - 1Um comentário

image